SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue2QUALIDADE DE SEMENTES DE MILHO (Zea mays L.) SOB CONDIÇÕES DE SECAGEM INTERMITENTEABSORÇÃO DE CÁDMIO E CRESCIMENTO DE FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris, L. cv carioca) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Scientia Agricola

Print version ISSN 0103-9016On-line version ISSN 1678-992X

Abstract

CAMARA, G.M.S.  and  GODOY, O.P.. DESEMPENHO VEGETATIVO E PRODUTIVO DE CULTIVARES DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) A PARTIR DE MANIVAS COM DIFERENTES DIÂMETROS. Sci. agric. [online]. 1998, vol.55, n.2, pp.326-331. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161998000200024.

Realizou-se esta pesquisa com a finalidade de se estudar a viabilidade da utilização de manivas com três diferentes diâmetros relacionados a três diferentes posições nas plantas de origem, avaliando-se seus efeitos na emergência, desenvolvimento e produção de três cultivares de mandioca (Manihot esculenta Crantz). A pesquisa no campo foi realizada em dois anos, durante o período compreendido entre 23/09/1980 e 23/07/1981 e entre 01/09/1981 e 20/07/1982, em Piracicaba, SP. Ramas maduras e sadias foram obtidas de plantas com cerca de 12 meses de idade, pertencentes aos cultivares Mantiqueira, Jaçanã e Pirassununga. Destas ramas, foram preparadas manivas com comprimento de 20 cm e diâmetros de 2,6 ± 0,2 cm, 2,0 ± 0,2 cm e 1,4 ± 0,2 cm, representando, respectivamente, manivas retiradas das hastes principais, ramificações primárias e ramificações secundárias das plantas de origem. O delineamento experimental foi um fatorial 3 x 3 em blocos casualizados com nove tratamentos e cinco repetições. Foram determinados a velocidade e porcentagem de emergência, número de raízes tuberosas por planta, massa da raiz e o rendimento de raízes. De acordo com os resultados obtidos pode-se concluir: 1) O vigor da muda de mandioca, expresso através dos diversos diâmetros da maniva, manifesta-se significativamente no estádio de emergência da cultura; 2) Manivas com 2,0 ± 0,2 cm ou 2,6 ± 0,2 cm de diâmetros, retiradas respectivamente das ramificações primárias e hastes principais, devem ser preferidas para maior velocidade e porcentagem de emergência; 3) Menor número de raízes tuberosas produzidas por planta é compensado pela maior massa individual da raiz; 4) Para a produção de raízes por área, é indiferente a utilização de manivas com diâmetro de 2,6 ± 0,2 cm, 2,0 ± 0,2 cm e 1,4 ± 0,2 cm; 5) Os três cultivares utilizados no experimento são de alto rendimento em raízes, destacando-se o cultivar Mantiqueira.

Keywords : propagação vegetativa de mandioca; qualidade de maniva .

        · abstract in English     · text in Portuguese

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License