SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 número1LACTOSE EVALUATION IN MINAS FRESCAL CHEESE índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Scientia Agricola

versión impresa ISSN 0103-9016versión On-line ISSN 1678-992X

Resumen

POMMER, Celso Valdevino et al. INTRODUÇÃO DOS CULTIVARES DE UVA DE MESA "FANTASIA" E "RUIVA" NO BRASIL. Sci. agric. [online]. 1999, vol.56, n.1, pp.247-252. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161999000100034.

Fantasia' e `Ruiva' são dois cultivares de uva de mesa desenvolvidos pelo Departamento de Agricultura dos E.U.A., lançadas na Califórnia em 1989 e introduzidos no Brasil, no mesmo ano, pelos autores. No final do inverno de 1991, garfos dos dois cultivares foram enxertados sobre três diferentes porta-enxertos, a saber: Kober 5BB, Ripária do Traviú (106-8 Mgt) e IAC 766 `Campinas', no Centro Experimental de Campinas, do IAC. Garfos também foram distribuídos para alguns viticultores selecionados em diferentes regiões paulistas. Resultados de observações preliminares são apresentados. Para a familiarização pelos viticultores, bem como facilitar a pronúncia em português, os cultivares foram renomeados como sendo `Fantasia' para "Fantasy Seedless" e `Ruiva' para "Crimson Seedless". `Fantasia' é uma uva preta, de ciclo precoce a médio, com cachos médios (350-550g), de 13-20cm de comprimento e de compacidade média a solta. Os bagos são naturalmente grandes, apesar de apirenas, pesando em média 4-9g, com diâmetro de 17 a 22mm e 20-30mm de comprimento e ovais. `Ruiva' é uma uva avermelhada, de ciclo médio, com cachos médios a grandes (460-620g), com 18-30cm de comprimento e levemente compactos. Os bagos são naturalmente grandes, apesar de apirenas, pesando em média 3,5-8,0g, diâmetro de 16-21mm e 18-30mm de comprimento e cilíndricas a ovais. A duração do ciclo vegetativo (da poda à colheita) em Campinas, para ambos os cultivares foi aproximadamente o mesmo, independentemente do porta-enxerto utilizado. Por outro lado, o vigor, avaliado por intermédio do diâmetro do tronco e do peso de ramos podados, foi mais pronunciado para Ruiva enxertado sobre Kober 5BB. O comportamento de ambos cultivares em São Paulo, avaliado nas condições enunciadas, mostrou elevado potencial produtivo, aliado a excelentes características comerciais.

Palabras clave : uva de mesa; uva sem semente; cultivares; porta-enxertos; fenologia .

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons