SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 issue4Morphological variation of somatic embryos obtained from banana inflorescencesInoculation methods of Colletotrichum fragariae on strawberry author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Scientia Agricola

On-line version ISSN 1678-992X

Abstract

MORAES, Larissa Alexandra Cardoso; MORAES, Vicente Haroldo de Figueiredo  and  CASTRO, Paulo Roberto de Camargo e. Aplicação de KCN e linamarina e a incompatibilidade de enxertia por translocação no clone de seringueira IPA 1. Sci. agric. [online]. 2001, vol.58, n.4, pp.717-723. ISSN 1678-992X.  https://doi.org/10.1590/S0103-90162001000400011.

Para caracterizar evidências indiretas do envolvimento dos glicosídeos cianogênicos da seringueira, cujo principal componente é a linamarina, no desenvolvimento dos sintomas de incompatibilidade de enxertia por translocação apresentados pelo clone de painel IPA 1 (Hevea brasiliensis) em enxertos de copa com vários clones de outras espécies de Hevea, tentou-se sua reprodução através da aplicação de soluções com concentrações de cianeto de potássio (KCN) e linamarina no caule do clone IPA 1 e dos clones Fx 4098 e Fx 3864, que não apresentam reação de incompatibilidade com os mesmos clones incompatíveis com o IPA 1. A aplicação de soluções de KCN no caule provocaram rápida coagulação do látex nos laticíferos do IPA 1 com concentrações muito baixas de KCN e mais altas no Fx 4098. No Fx 3864, não houve efeito, exceto leve redução de escoamento com a dose mais alta. Os tratamentos com KCN causaram necrose apenas próximo ao local das aplicações. Com soluções de linamarina, a necrose, também precedida pela coagulação do látex, ocorreu em maior extensão do caule, o que indica maior mobilidade de linamarina, que do KCN. O IPA 1 mostrou-se, novamente, mais sensível às concentrações mais baixas de linamarina, com doses mais altas provocando os mesmos efeitos no Fx 4098 e sem ocorrência de efeitos no Fx 3864. Nos tratamentos com linamarina observou-se o acúmulo de HCN livre na casca do caule do clone IPA 1, responsável pelos sintomas observados. A incompatibilidade com o IPA 1 é provocada pela translocação de glicosídios cianogênicos das copas enxertadas no IPA 1, que não é dotado de suficiente capacidade de remoção do HCN liberado na hidrólise desses glicosídios, tendo o Fx 3864 apresentado desintoxicação mais eficiente.

Keywords : Hevea brasiliensis; glicosídio cianogênico; cianogênese.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License