SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.63 issue2Yield and fruit quality of industrial tomato under saline irrigationSmall relief shape variations influence spatial variability of soil chemical attributes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Scientia Agricola

Print version ISSN 0103-9016

Abstract

GHINI, Raquel  and  MORANDI, Marcelo Augusto Boechat. Fatores bióticos e abióticos associados à supressividade de solos a Rhizoctonia solani. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 2006, vol.63, n.2, pp. 153-160. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162006000200007.

As atividades agrícolas podem modificar as características do solo e, como conseqüência, alterar a incidência de patógenos veiculados pelo solo. Este trabalho avaliou a supressividade a R. solani em 59 amostras de solos de uma microbacia. As áreas amostradas foram selecionadas quanto à vegetação, incluindo mata, pasto/pousio, culturas anuais, culturas perenes e solo arado. As amostras de solo foram caracterizadas quanto às propriedades abióticas (pH, condutividade elétrica, teor de matéria orgânica, N total, P, K, Ca, Mg, Al, H, S, Na, Fe, Mn, Cu, Zn, B, capacidade de troca catiônica, soma de bases e saturação de bases) e bióticas (atividade microbiana do solo, avaliada pelo desprendimento de CO2 e hidrólise de diacetato de fluoresceína; comunidades de bactérias, fungos, actinomicetos, protozoários, Pseudomonas fluorescentes e Fusarium spp.). A contribuição e relação dessas variáveis para a supressividade a R. solani foram quantificadas por análise de coeficientes de trilha. Quando se avaliaram todas as amostras em conjunto, somente variáveis abióticas apresentaram correlação com a supressão a R. solani, mas o conjunto das variáveis explicou somente 51% da variação total. Entretanto, quando as amostras foram agrupadas e analisadas considerando o tipo de cobertura vegetal, o conjunto de variáveis explicou mais de 90% da variação da supressividade. Para as áreas de floresta e pasto/pousio, as quais foram classificadas como as mais supressivas, algumas variáveis abióticas e a hidrólise de diacetato de fluoresceína apresentaram correlação com a supressão de R. solani e o conjunto de variáveis explicou mais de 98% da supressividade nesses solos.

Keywords : patógeno de solo; microrganismos do solo; controle biológico; análise de trilha; solo supressivo.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English