SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.63 issue5Fitting a taper function to minimize the sum of absolute deviationsPhytoplasma associated with shoot proliferation in begonia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Scientia Agricola

Print version ISSN 0103-9016

Abstract

BLAT, Sally Ferreira; COSTA, Cyro Paulino da; VENCOVSKY, Roland  and  SALA, Fernando Cesar. Herança da reação ao oídio em pimenta (Capsicum chinense, Jacq.). Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 2006, vol.63, n.5, pp. 471-474. ISSN 0103-9016.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162006000500008.

A espécie de pimenta C. chinense tem sido considerada uma das mais importantes fontes de resistência ao oídio, porém a herança dessa resistência ainda é desconhecida. O objetivo deste trabalho foi obter informações sobre a herança dessa reação. Dois progenitores resistentes, Pimenta Cheiro 1 e PI 152225 e dois moderadamente suscetíveis, Pimenta Doce IH-1761 e Pimenta Índio, foram utilizados na obtenção de três híbridos e respectivas gerações F2: Pimenta Doce IH-1761 × Pimenta Cheiro 1, Pimenta Índio ´ PI 152225 e Pimenta Doce IH-1761 × PI 152225. A epidemia de oídio ocorreu de maneira natural a partir de inóculo mantido em plantas de pimentão suscetíveis. As avaliações das reações ao oídio foram feitas na fase de frutificação, através de uma escala de notas de 1 (resistente) a 5 (altamente suscetível). O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado. Foram estimados: tipo de ação gênica, coeficiente de herdabilidade e ganho de seleção esperado em F3.. A segregação transgressiva em F2 indicou que a herança é oligogênica e o tipo de ação gênica envolveu os componentes aditivos, dominantes e epistáticos. Os efeitos de dominância e epistasia detectadas nos cruzamentos se mostraram negativos para a suscetibilidade. Os valores de herdabilidade e ganho de seleção foram moderados, sendo de 35,5% e 1,7% para o cruzamento Pimenta Doce IH-1761 ´ Pimenta Cheiro 1, de 50,4% e 3,5% para Pimenta Índio ´ PI 152225 e de 49,0% e 2,7% para Pimenta Doce IH 1761 ´ PI 152225. Os resultados sobre ação gênica favorecem programas de melhoramento visando variedades híbridas.

Keywords : Leveillula taurica (LEV.) Arn.; Capsicum chinense; resistência genética; ação gênica.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English