SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.66 número3Modificações anatômicas e fisiológicas de bananeiras 'Caipira' micropropagadas sob luz naturalTopografia e variabilidade espacial de propriedades físicas do solo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Scientia Agricola

versão On-line ISSN 1678-992X

Resumo

SCARANARI, Ciro; LEAL, Paulo Ademar Martins  e  MAZZAFERA, Paulo. Sombreamento e períodos de aclimatização de mudas micropropagadas de bananeira cv. Grande Naine. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 2009, vol.66, n.3, pp.331-337. ISSN 1678-992X.  https://doi.org/10.1590/S0103-90162009000300008.

Após a sua obtenção em laboratório, mudas in vitro necessitam passar por um período de aclimatização, pois na fase em que se encontram não realizam eficientemente a absorção de luz, água e nutrientes, devendo ser feita em ambiente protegido, onde as condições de temperatura, umidade e luminosidade são favoráveis a um gradual endurecimento das plântulas. No presente trabalho estudou-se o desenvolvimento das mudas de bananeira (Musa sp.) durante o segundo estágio da aclimatização (a partir de 10 cm de altura) sob condições de luminosidade (plena, 70, 50 e 30% de superfície de cobertura com malha vermelha e 50% com malha preta, ambas sob filme plástico transparente de 100 µm) associadas a períodos de aclimatização (três, seis e nove semanas), em ambientes com temperatura, umidade do ar, nutrição e irrigação controladas, sendo avaliadas sob variáveis físicas e bioquímicas. Imediatamente após cada período, as plantas foram submetidas a ensaios de campo por sete semanas, sendo avaliadas sob as mesmas variáveis. Na comparação entre as médias, cada tratamento recebeu pontuações obedecendo a ordenação hierárquica de desempenho, segundo critérios de classificação estatística onde se considera o número de tratamentos estatisticamente inferiores e superiores. Nesta ordenação, o uso de tela de malha preta com 50% de sombreamento associado ao período de nove semanas foi o que propiciou melhores condições, tanto no verão quanto no inverno. Visando a redução para seis semanas, o uso alternativo de tela de malha vermelha com 70% produz efeitos equivalentes ao da malha preta com 50%, apenas para condições de verão.

Palavras-chave : Musa sp.; casas de vegetação - sombreamento; casas de vegetação - clima; ranqueamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons