SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.68 número3Low carbon/nitrogen ratio increases laccase production from basidiomycetes in solid substrate cultivationMicrosatellite analysis of pacu broodstocks used in the stocking program of Paranapanema River, Brazil índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Scientia Agricola

versión On-line ISSN 1678-992X

Resumen

BITENCOURT, Luciene Lignani et al. Digestibilidade da dieta e desempenho de vacas leiteiras suplementadas com levedura viva. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 2011, vol.68, n.3, pp.301-307. ISSN 1678-992X.  https://doi.org/10.1590/S0103-90162011000300005.

A suplementação com levedura pode melhorar a eficiência digestiva de ruminantes. Entretanto, a resposta depende da cepa de levedura e da composição da dieta. Silagem de milho e polpa cítrica são fontes frequentes de carboidratos para vacas leiteiras no Sudeste do Brasil. Avaliou-se a suplementação de vacas leiteiras alimentadas com dieta baseada em silagem de milho e polpa cítrica com Saccharomyces cerevisiae cepa CNCM I1077 (Lallemand SAS, Toulouse, França). Vinte vacas Holandesas multíparas em meio de lactação foram alocadas a uma seqüência de dois tratamentos em delineamento de reversão simples. Os tratamentos foram: 10 g de levedura viva em farinha de ostra para fornecer um mínimo diário de 1 × 1010 ufc por vaca ou farinha de ostra fornecidos sobre a refeição matinal. A dieta continha (% da matéria seca): 16,8% de proteína bruta, 30,9% de fibra em detergente neutro, 43,9% de silagem de milho, 2% de feno de tifton, 14,4% de milho floculado, 16,9% de polpa cítrica e 21,7% de farelo de soja. A suplementação com levedura aumentou as produções diárias de leite (29,4 vs. 28,5 kg, p = 0,11), proteína (0,939 vs. 0,908 kg, p = 0,05) e lactose (1,264 vs. 1,241 kg, p = 0,06), e não teve efeito sobre a gordura do leite (p = 0,53). O consumo diário de matéria seca foi 21,4 kg com levedura e 20,7 no controle (p = 0,11). A digestibilidade aparente da fibra em detergente neutro no trato digestivo total foi 48,1% com levedura e 43,2% para o controle (p = 0,08). Houve tendência de aumento no consumo de matéria orgânica digestível com a suplementação de levedura (p = 0,07). A resposta positiva em secreção de proteína do leite à suplementação com levedura parece ter sido resultado do aumento na digestibilidade da fibra, mas o mecanismo para a resposta não pôde ser elucidado.

Palabras clave : Saccharomyces cerevisiae; polpa cítrica; probiótico.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons