SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número1O Ciborgue Zapatista: tecendo a poética virtual de resistência no Chiapas cibernético índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Estudos Feministas

versão impressa ISSN 0104-026Xversão On-line ISSN 1806-9584

Resumo

VILELA, LÚCIA HELENA DE AZEVEDO. Angelita La Escapía e a fotografia viva de Marx: feminismo e passados presentes em Almanac of the Dead. Rev. Estud. Fem. [online]. 2002, vol.10, n.1, pp.65-83. ISSN 1806-9584.  https://doi.org/10.1590/S0104-026X2002000100004.

Análise de Almanac of the Dead à luz de teorias feministas e de uma perspectiva pós-moderna segundo a qual a noção de passados presentes é enfatizada através da exploração da metáfora da fotografia viva de Marx, mostrada no romance. A paixão da personagem Angelita pela fotografia de Marx é vista como uma forma de síntese entre a percepção indígena do tempo como eternos presentes - que é também resistência à opressão, uma vez que o passado não é jamais esquecido - e os conceitos marxistas de tempo e história.

Palavras-chave : pós-moderno; tempo; resistência; marxismo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons