SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número1The informal sector and informal employment in Brazil: an analysis of the results of the new series from the national account system (2000/07)The market as a social order in Adam Smith , Walras and Hayek índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Economia e Sociedade

versión impresa ISSN 0104-0618

Resumen

PICCIN, Marcos Botton. Assentamentos rurais e geração de renda: posição social restringida, recursos socioculturais e mercados. Econ. soc. [online]. 2012, vol.21, n.1, pp. 115-141. ISSN 0104-0618.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-06182012000100005.

Neste artigo, analisa-se a posição social dos agricultores de assentamentos rurais na estrutura de poderes econômicos da sociedade brasileira e as perspectivas de geração de renda em um contexto de mercados oligopolizados. Argumenta-se que, enquanto proprietários de pequenos patrimônios produtivos, estão condicionados a um espaço social de integração que tende a determinar uma reprodução simples das condições de trabalho dos integrantes da família. Esse contexto indica algumas opções para o lançamento de alternativas de geração de renda, restringidas às características onde os assentamentos se localizam e às propriedades socioculturais incorporadas diferentemente pelos assentados durante suas trajetórias sociais. As situações analisadas procuraram identificar não só as relações de poder, mas também suas materializações nos sistemas simbólicos resultantes da histórica e estrutural desigualdade da sociedade brasileira. A incorporação de estruturas objetivas e subjetivas pelos agricultores-assentados, expressada nos assentamentos, constitui margem para acessar e construir diferentemente os mercados.

Palabras llave : Assentamentos rurais; MST; Construção de mercados; Pequenos patrimônios produtivos.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués