SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número especialEstado e financeirização no Brasil: interdependências macroeconômicas e limites estruturais ao desenvolvimentoA financeirização das políticas sociais e da saúde no Brasil do século XXI: elementos para uma aproximação inicial índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Economia e Sociedade

versão impressa ISSN 0104-0618versão On-line ISSN 1982-3533

Resumo

ARANTES, Flávio  e  BIASOTO JUNIOR, Geraldo. A política fiscal no contexto da financeirização: teoria insuficiente e indicadores inadequados. Econ. soc. [online]. 2017, vol.26, n.spe, pp.1063-1095. ISSN 1982-3533.  https://doi.org/10.1590/1982-3533.2017v26n4art9.

O trabalho se propõe a problematizar a concepção de política fiscal no pensamento dominante em macroeconomia. A crítica enfoca a insuficiência dessa corrente em captar as relações entre o Estado e o capitalismo financeirizado e a inadequação dos indicadores utilizados para a avaliação da política fiscal. Num padrão de acumulação em que a gestão de ativos e a valorização da riqueza financeira dominam os movimentos dos fluxos econômicos, a política fiscal, muito além de lidar com receitas tributárias e despesas reais, se depara com a gestão dos estoques, seus movimentos e remunerações. Usando o caso da economia brasileira, mostra-se que as ações de natureza financeira e patrimonial que o Estado é compelido a realizar impactam o resultado fiscal de maneira mais significativa que os efeitos das receitas e despesas públicas, de maneira que, os indicadores-síntese utilizados, não expressam a dinâmica real das contas públicas e seu impacto sobre a economia.

Palavras-chave : Política fiscal - Brasil; Novo consenso macroeconômico; Financeirização.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )