SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número1Trajetória e dinâmica tecnológica da indústria de máquinas-ferramenta no Brasil*Os EUA, Inglaterra e o Plano Marshall: petróleo e finanças no pós-guerra índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Economia e Sociedade

versão impressa ISSN 0104-0618versão On-line ISSN 1982-3533

Resumo

SILVA, Gustavo Pereira da  e  COSTA, Armando João Dalla. A formação do Grupo Votorantim: as origens de um grupo econômico brasileiro no setor têxtil de São Paulo (1891-1929)*. Econ. soc. [online]. 2018, vol.27, n.1, pp.321-354. ISSN 0104-0618.  http://dx.doi.org/10.1590/1982-3533.2017v27n1art11.

As origens dos maiores grupos econômicos brasileiros permanecem como lacunas na historiografia econômica. A Votorantim, oitavo maior grupo brasileiro em 2007, teve origem em 1891, quando o banco União de São Paulo criou na cidade de Sorocaba (SP) a Fábrica Têxtil Votorantim. Analisando fontes primárias (escritura, balanços patrimoniais, demonstrações de lucros e perdas, relatórios de diretoria), vemos que a Fábrica Votorantim estava entre as maiores têxteis algodoeiras paulistas em 1918, quando o Banco União faliu e seu espólio foi adquirido por Antonio Pereira Ignácio. Em 1919, Pereira Ignácio formaria o Grupo Votorantim (Sociedade Anônima Fábrica Votorantim), com atuação no setor têxtil, exploração de cal, cimento, imobiliário, além da ferrovia particular. As empresas do Grupo, após uma modernização no início dos anos 1920, aumentariam sua produtividade, destacando-se a Fábrica Votorantim, que se tornou a maior firma têxtil algodoeira de São Paulo em 1925.

Palavras-chave : Votorantim; Banco União; Pereira Ignácio, 1875-1951; Têxtil; Grupo econômico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )