SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue4Using role playing in the integration of knowledge in the teaching-learning process in nursing: assessment of studentsExperiencing treatment for tuberculosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Texto & Contexto - Enfermagem

Print version ISSN 0104-0707

Abstract

HIGA, Rosângela et al. Vivências de mulheres Brasileiras com incontinência urinária. Texto contexto - enferm. [online]. 2010, vol.19, n.4, pp. 627-635. ISSN 0104-0707.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072010000400004.

Nosso objetivo foi aprofundar os conhecimentos sobre as vivências com a perda urinária entre mulheres brasileiras. Utilizou-se o método clínico-qualitativo com entrevistas semi-dirigidas. Oito mulheres, faxineiras, de 30 a 45 anos, de baixa situação socioeconômica, com queixa de perda urinária e que nunca realizaram tratamento, foram selecionadas pela técnica "bola de neve", com fechamento amostral pelo critério de saturação. A técnica de análise de conteúdo com abordagens psicodinâmicas possibilitou a criação de duas categorias: um assunto velado e uma vivência solitária. Para as mulheres, a perda urinária é um assunto que deve ser escondido, um obstáculo nas interações interpessoais, um estigma que impede a busca de tratamento. Elas convivem com o medo e a vergonha. Calam-se, sofrem sozinhas, e para resistir, reagem com a solidão. Concluímos que as mulheres incontinentes preferem o silêncio a ter que pedir ajuda, encontram no isolamento a forma de proteção, e na solidão, a sobrevivência.

Keywords : Incontinência urinária; Pesquisa qualitativa; Saúde da mulher; Acontecimentos que mudam a vida; Impacto psicossocial.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese