SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número4Percepções de estudantes de enfermagem sobre suas experiências com pais durante a prática clínica em enfermagem familiarModelo bioecológico de Urie Bronfenbrenner e inserção ecológica: uma metodologia para investigar famílias rurais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Texto & Contexto - Enfermagem

versão impressa ISSN 0104-0707

Resumo

BRUGGEMANN, Odaléa Maria et al. Filosofia assistencial de uma maternidade-escola: fatores associados à satisfação das mulheres usuárias. Texto contexto - enferm. [online]. 2011, vol.20, n.4, pp. 658-668. ISSN 0104-0707.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072011000400003.

Estudo transversal que avaliou a filosofia de uma maternidade, a partir da satisfação das mulheres com o atendimento recebido na admissão obstétrica, no trabalho de parto/parto e no puerpério. Os dados foram coletados com 310 mulheres e analisados pelo teste qui-quadrado, exato de Fisher, Odds Ratio (IC 95%) e regressão logística. A satisfação na admissão esteve estatisticamente associada ao fato dos profissionais e acadêmicos se apresentarem, darem as orientações solicitadas e fornecerem apoio emocional; no trabalho de parto/parto esteve associada com privacidade, apoio emocional e recebimento de informações; e no puerpério, com apoio emocional e recebimento de informações. Chance de insatisfação ocorreu quando a mulher não recebeu apoio emocional na admissão (5,70; IC 95%: 1,88; 17,31) e não obteve informações no trabalho de parto/parto (6,53; IC 95%: 1,97; 21,64). A concretização de uma filosofia assistencial que atenda as necessidades das usuárias contribui para a satisfação com o atendimento, desde a internação até a alta.

Palavras-chave : Serviços de saúde materna; Avaliação de serviços de saúde; Satisfação dos consumidores; Parto humanizado.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · pdf em Português