SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue4Communication between the health team and the family of a child with severe perinatal asphyxiaInduced abortion: women's speech on their family relations author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Texto & Contexto - Enfermagem

Print version ISSN 0104-0707

Abstract

COELHO, Filipe Utuari de Andrade et al. Carga de trabalho de enfermagem em unidade de terapia intensiva de cardiologia e fatores clínicos associados. Texto contexto - enferm. [online]. 2011, vol.20, n.4, pp. 735-741. ISSN 0104-0707.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072011000400012.

O estudo objetivou identificar a carga de trabalho de enfermagem em unidade de Terapia Intensiva de Cardiologia e verificar a associação dessa variável com características demográficas e clínicas dos pacientes. A amostra foi de 100 pacientes internados no período de agosto a setembro de 2006, na Unidade de Terapia Intensiva Cardiológica de um hospital privado, do Município de São Paulo. O Nursing Activities Score, o Symplified Acute Physiologic ScoreII e o Logistic Organ Disfunction System foram utilizados para medir a carga de trabalho de enfermagem, a gravidade e a disfunção orgânica, respectivamente. A carga de trabalho de enfermagem foi de 66,60%, equivalente a 5,30 horas de trabalho, em um turno de oito horas. À exceção do tempo de permanência na Unidade de Terapia Intensiva, que apresentou moderada correlação com a carga de trabalho, não houve associação com as demais variáveis analisadas. Recomenda-se a ampliação da amostra para conclusões generalizáveis.

Keywords : Carga de trabalho; Unidades de terapia intensiva; Cardiologia; Enfermagem.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese