SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue3Educational practices in diabetes mellitus: understanding the skills of health professionalsHome care and hospital assistance: similarities and differences from the perspective of the family caregiver author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Texto & Contexto - Enfermagem

Print version ISSN 0104-0707

Abstract

NICOLAU, Ana Izabel Oliveira  and  PINHEIRO, Ana Karina Bezerra. Condicionantes sociodemográficos e sexuais do conhecimento, atitude e prática de presidiárias quanto ao uso de preservativos. Texto contexto - enferm. [online]. 2012, vol.21, n.3, pp. 581-590. ISSN 0104-0707.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072012000300013.

Objetivou-se avaliar o conhecimento, a atitude e a prática de presidiárias quanto ao uso do preservativo masculino e feminino, como medida preventiva às DSTs/HIV e suas relações com aspectos sociodemográficos e sexuais. Pesquisa quantitativa, avaliativa, do tipo Inquérito Conhecimento, Atitude e Prática, envolvendo 155 presidiárias. A coleta de dados realizou-se de janeiro a março de 2010 na penitenciária feminina do Estado do Ceará. Das mulheres investigadas, 35 (22,6%) tinham conhecimento adequado sobre o preservativo masculino e 11 (7,1%) sobre o feminino. As atitudes foram menos favoráveis quanto ao uso no sexo oral. A prática adequada apresentou baixa ocorrência, em especial do preservativo feminino. A atitude associou-se com a idade e a idade da coitarca, enquanto que a prática adequada associou-se com história de prostituição. Conclui-se que as estratégias de promoção da saúde sexual em ambiente prisional devem englobar a complexidade dos aspectos envolvidos no uso dos preservativos.

Keywords : Conhecimentos, atitudes e prática em saúde; Prisioneiros; Preservativos; Enfermagem.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese