SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número1-2The female morbidity and mortality in the State of São Paulo índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Saúde e Sociedade

versión impresa ISSN 0104-1290versión On-line ISSN 1984-0470

Resumen

SCHRAIBER, Lilia B. et al. A violência contra mulheres: demandas espontâneas e busca ativa em unidade básica de saúde. Saude soc. [online]. 2000, vol.9, n.1-2, pp.3-15. ISSN 1984-0470.  https://doi.org/10.1590/S0104-12902000000100002.

Acolher demandas e assistir mulheres que sofrem violência é parte dos direitos em saúde, embora a assistência não esteja estruturada e ocorra pouca detecção de casos. Buscou-se um diagnóstico de situação em serviços, avaliando-se a emergência de demandas referidas à violência por parte das usuárias de uma unidade básica da rede pública, contrastando-se a demanda espontânea com a busca ativa de casos. Realizou-se um primeiro estudo por técnicas de observação participante, seguida de estudo de prontuário, com 142 mulheres sendo acompanhadas; num segundo estudo, em uma amostra de 322 usuárias, aplicou-se entrevista. Em atividades grupais observou-se relatos espontâneos e nos prontuários médicos registros de demandas espontâneas; o mesmo não ocorreu em consultas individuais. A entrevista detectou uma prevalência de casos muito maior. Então, a possibilidade de detecção de casos, seu acolhimento e algumas respostas do serviço, requer especificidade de abordagem e cuidados próprios para que a violência contra mulheres possa emergir como parte da demanda usual na saúde.

Palabras clave : saúde da mulher; direitos em saúde; violência; demanda espontânea; busca ativa.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons