SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue3Routes of healing and care of elderly individuals with hearing loss author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290On-line version ISSN 1984-0470

Abstract

BOSI, Maria Lúcia Magalhães  and  PONTES, Ricardo José Soares. Notas sobre a segunda avaliação externa do programa de treinamento em epidemiologia aplicada aos serviços do sistema único de saúde do Brasil - EPISUS: potencialidades do enfoque qualitativo-participativo. Saude soc. [online]. 2009, vol.18, n.3, pp.549-553. ISSN 0104-1290.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902009000300018.

Este trabalho objetiva relatar o emprego do enfoque qualitativo-participativo, bem como discutir seus fundamentos e potencialidades, tomando como base a participação dos autores na segunda avaliação externa do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde - EPISUS. Finalizada em outubro de 2007, em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde e o Center for Diseases Control (CDC/Atlanta), a referida avaliação incorporou o enfoque da chamada quarta geração (fourth generation evaluation), no qual os avaliadores operam como mediadores, substituindo, assim, os fundamentos do enfoque tradicional antes utilizado. Para tanto, tornou-se necessária uma demarcação conceitual referente aos conceitos avaliação, qualitativo e participativo que orientariam o processo avaliativo focalizado. Quanto ao conceito avaliação, sua natureza conflui para as propostas de quarta geração e, portanto, transita de um caráter punitivo para um caráter construtivo. A dimensão participativa aponta para diferentes sentidos do que seja participar e, na experiência aqui relatada, adotou-se o sentido decisório, onde se busca reverter assimetrias de poder. O qualitativo é concebido na interface com a subjetividade, referindo-se a informações que não se submetem à quantificação. Tal modelo permitiu desvelar aspectos que, muitas vezes, se ocultam nos números e nas generalizações abstratas, tornando possível focalizar as relações que constituem o cotidiano dos programas e práticas em saúde, subsidiando, assim, sua transformação.

Keywords : Avaliação de programas; Pesquisa qualitativa; Metodologia; Saúde pública.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License