SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue3New Public management and hospital professionsCure in cancer: an improbable ambition author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290On-line version ISSN 1984-0470

Abstract

DEPLAUDE, Marc-Olivier. Investigando uma política fracassada: o Estado francês e a demografia médica (1960-2015). Saude soc. [online]. 2018, vol.27, n.3, pp.682-692. ISSN 0104-1290.  http://dx.doi.org/10.1590/s0104-12902018180492.

A França nunca teve mais médicos do que atualmente. Contudo, o sistema de saúde francês é caracterizado por uma distribuição muito desigual da oferta de cuidados, tanto que o acesso a cuidados médicos se torna mais difícil para segmentos cada vez maiores da população. Esta situação é ainda mais surpreendente desde os anos 1970, quando o Estado francês adquiriu instrumentos que deveriam regular o número de médicos em exercício no país, tanto em termos de sua força de trabalho geral quanto de sua distribuição entre especialidades. Por outro lado, desde o início dos anos 2000, os governos aumentaram as medidas para promover uma melhor distribuição geográfica dos médicos. Para entender o fracasso dessas medidas, este artigo estuda as lógicas sociais e políticas que foram predominantes em sua adoção e implementação. Baseando-se principalmente em arquivos administrativos, descreve-se como o Estado francês, em estreita relação com a comunidade médica, definiu o problema da demografia médica desde o início da década de 1960, e quais sucessivas respostas ele trouxe, sem conseguir resolver o problema.

Keywords : Demografia Médica; Médicos; Desigualdades no Acesso aos Cuidados; Estado; Ação Pública.

        · abstract in English | French     · text in English | French | Portuguese     · English ( pdf ) | French ( pdf ) | Portuguese ( pdf )