SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número3Influência de diferentes condições higrotérmicas na resistência à tração de compósitos de fibra de carbono/epóxi modificadaAvaliação do uso de técnicas PIR-G/FT-IR para caracterização de elastômeros índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Polímeros

versão impressa ISSN 0104-1428versão On-line ISSN 1678-5169

Resumo

OLIVEIRA, Léa M.; SARANTOPOULOS, Claire I. G. L.; CUNHA, Débora G.  e  LEMOS, Aline B.. Embalagens termoformadas e termoprocessáveis para produtos cárneos processados. Polímeros [online]. 2006, vol.16, n.3, pp.202-210. ISSN 1678-5169.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-14282006000300009.

Carnes processadas refrigeradas são produtos de alto valor agregado, tradicionalmente acondicionados a vácuo em embalagens plásticas, que minimizam o contato do produto com o oxigênio do ar e, consequentemente, prolongam sua vida útil. Neste trabalho mapearam-se os materiais utilizados no mercado nacional para embalagens termoformadas de lingüiças, salsichas e frios fatiados e para embalagens tipo cook in de presuntos e apresuntados. Basicamente são utilizadas estruturas coextrusadas ou uma combinação de coextrusão com laminação (tampas). Poliamidas, EVOH e PET-PVDC são os materiais utilizados para conferir às embalagens barreira ao oxigênio. A TPO2 dos filmes fundo para termoformação variou entre 5 e 30cm3 (CNTP)/m2/dia, com valores mais baixos para os frios fatiados. A TPO2 das tampas foi da ordem de 10 cm3(CNTP)/m2/dia, todos a 23 °C e a úmido. A resistência à perfuração ficou em torno de 25N (tampa) e 35N (fundo - linguiças/salsichas). Nos filmes fundo para frios fatiados houve grande variação na resistência à perfuração, em decorrência da ampla gama de espessuras disponíveis. Embalagens de mercado foram avaliadas quanto a integridade das selagens e distribuição de espessura do filme termoformado. Não foram detectados problemas de fechamento. A redução na espessura total do filme fundo, no canto de bandejas (região crítica) para salsichas e lingüiças, que têm maior profundidade de termoformação, variou entre 42 e 65%, o que leva a uma significativa perda de barreira a gases da estrutura e justifica o emprego de EVOH, um polímero de alta barreira a gases, a fim de não comprometer a vida útil do produto.

Palavras-chave : Embalagem plástica flexível; permeabilidade ao oxigênio; propriedades mecânicas; resistência à perfuração; embalagem de carnes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons