SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número especialPreparo e caracterização de filmes comestíveis de quitosanaImpactos ambientais da produção de garrafas de polietileno numa indústria de Teresina-PI índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Polímeros

versão impressa ISSN 0104-1428versão On-line ISSN 1678-5169

Resumo

OLIVEIRA, Edilene Gadelha de et al. Avaliação da Goma Guar no desenvolvimento de comprimidos matriciais de liberação controlada de teofilina. Polímeros [online]. 2015, vol.25, n.spe, pp.54-58.  Epub 04-Dez-2015. ISSN 1678-5169.  https://doi.org/10.1590/0104-1428.1756.

O objetivo desse estudo foi formular e avaliar comprimidos de liberação controlada. Comprimidos de liberação controlada de teofilina foram preparadas pelo método de compressão direta usando dois polímeros como, o HPMC K 100M (polímero hidrofílico) e a Goma Guar (Polímero natural), isolado ou em mistura (GG:HPMC 3:1) e GG:HPMC 1:3). Os comprimidos foram caracterizados através do peso médio, diâmetro, altura, dureza, friabilidade. Todos os resultados estiveram em conformidade com os limites aceitáveis. O ensaio de intumescimento foi realizado em água destilada durante 4 horas, sendo determinado pela diferença de peso do comprimido seco e intumescido. O ensaio de dissolução foi realizado em água destilada (900 mL, 37 ± 0,5ºC, 50 rpm, aparato II) durante 8 horas. Os resultados demonstraram que a Goma guar isolada não possui capacidade de retardar a liberação da teofilina por 8 horas. Comprimidos matriciais contendo GG:HPMC (3:1) apresentaram um melhor controle de liberação da teofilina.

Palavras-chave : Goma Guar; teofilina; comprimidos; liberação controlada.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )