SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número94Politicas educacionais de reforço da liderança diretiva: desafios para o Chile em uma análise comparativa com os países da OCDEFatores de atratividade e rejeição da carreira do magistério: uma análise a partir de estudantes e egressos de licenciatura índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

versão impressa ISSN 0104-4036versão On-line ISSN 1809-4465

Resumo

SOARES, Tufi Machado; BONAMINO, Alicia; BROOKE, Nigel  e  FERNANDES, Neimar da Silva. Modelos de valor agregado para medir a eficácia das escolas Geres. Ensaio: aval.pol.públ.Educ. [online]. 2017, vol.25, n.94, pp.59-89. ISSN 0104-4036.  http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362017000100003.

A partir da pesquisa longitudinal Geres, o estudo propõe a comparação de diferentes modelos estatísticos com graus variados de complexidade para determinar a eficácia de escolas de Ensino Fundamental. O propósito da comparação é o de determinar se um grau maior de complexidade se justifica em termos de maior precisão e se há diferenças entre os modelos na sua consistência e capacidade de retratar de modo estável o desempenho da escola. Os dois modelos mais simples da contribuição da escola para a proficiência do aluno, denominados modelos de Status, incorporam ou uma medida do nível socioeconômico médio da escola, ou uma medida da condição socioeconômica de cada aluno como proxy para a proficiência prévia. Os outros dois, denominados de modelos de Valor Agregado (VA), incorporam medidas da proficiência prévia, o que os tornam modelos em condições de descrever o ganho de aprendizagem atribuível à escola no período em estudo. O estudo indica alta correlação entre os modelos de VA, mas baixa correlação deles com os modelos de Status, mostrando que é pequeno o ganho de precisão com a adição de uma medida da condição socioeconômica de cada aluno. Descobre-se que cerca de 80% das escolas apresentam estabilidade para as diferentes medidas temporais de VA, sugerindo que a eficácia seja, de fato, uma característica razoavelmente estável no tempo, e que o VA pode contribuir para a comparação das escolas e a definição de intervenções, pelo menos no primeiro segmento do Ensino Fundamental.

Palavras-chave : Avaliação educacional; Valor agregado; Modelo multinível.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )