SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número100Uso de indicadores para diagnóstico situacional de Instituições de Ensino SuperiorConcepções de aprendizagem em estudantes do ensino superior: Reanálise do COLI (Inventário de Concepções de Aprendizagem) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

versão impressa ISSN 0104-4036versão On-line ISSN 1809-4465

Resumo

FERRAO, Maria Eugénia  e  ALMEIDA, Leandro S.. Modelagem multinível de persistência no ensino superior. Ensaio: aval.pol.públ.Educ. [online]. 2018, vol.26, n.100, pp.664-683. ISSN 0104-4036.  http://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362018002601610.

As taxas de abandono ou evasão no ensino superior são hoje preocupação social e das instituições, justificando a implementação de políticas públicas de prevenção do fenómeno. Estas políticas carecem de estudos sobre as variáveis mais determinantes do risco de abandono ou evasão. Nesta linha de preocupações, o objectivo central deste estudo é analisar o impacto da trajectória escolar prévia do estudante e das condições de ingresso no ensino superior, controlando a origem socioeconómica, a idade e o gênero dos estudantes. Aplicámos o modelo de regressão logística multinível, considerando alunos agrupados por curso, aos dados dos estudantes ingressados pela primeira vez no 1º ano numa universidade pública portuguesa no ano lectivo 2015/16. Os resultados do modelo sugerem que a reprovação no ensino básico tem efeito de longo prazo, isto é, a probabilidade de persistência durante o 1ºano é influenciada por esse atributo da trajectória escolar do indivíduo, mesmo controlando pela respectiva classificação de ingresso na universidade. De acordo com as estimativas obtidas, os alunos que declaram não ter reprovado no ensino básico têm razão de vantagens na persistência 2,7 vezes maior do que os estudantes que autodeclaram ter reprovado no ensino básico. A admissão do aluno no curso de 1ª opção, bem como a classificação de ingresso na universidade também estão associadas à probabilidade de persistência. Os resultados também mostram que os estudantes mais velhos e do sexo masculino têm menor probabilidade de persistência.

Palavras-chave : Ensino Superior; Evasão; Persistência; Regressão logística multinível.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )