SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número35Prática docente: considerações sobre o planejamento das atividades pedagógicasO livro didático de língua portuguesa no Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Educar em Revista

versão impressa ISSN 0104-4060

Resumo

CUNHA, Maria de Fátima Pires Carneiro da et al. Indisciplina e a noção de justiça em adolescentes escolares. Educ. rev. [online]. 2009, n.35, pp. 197-210. ISSN 0104-4060.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40602009000300015.

O objetivo foi de averiguar a noção de justiça retributiva, mais precisamente entre os alunos indisciplinados e disciplinados e observar a prevalência dos dois tipos de reações: expiatórias ou de reciprocidade. Verificar o conceito de disciplina e de indisciplina entre professores e alunos e a estes pedir para atribuir um juízo de valor. Os resultados demonstraram que os professores partiram de várias categorias para definir disciplina e indisciplina e as priorizadas foram comportamento, aprendizagem e motivação. Para os alunos ocorreram diferenças na preferência de categorias. Quanto à atribuição de valor a grande maioria, 92,59%, considera que ser indisciplinado não é algo bom. Quanto à prevalência dos dois tipos de reações expiatórias ou de reciprocidade relativas à sanção, os alunos consideraram como mais severa e justa as sanções por reciprocidade e preferiram punir através da mesma. Porém, é grande o número de alunos que optou pelas sanções expiatórias.

Palavras-chave : indisciplina; justiça; adolescência.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português