SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue2Ophthalmological findings in HIV infected patients in the post-HAART (Highly Active Anti-retroviral Therapy) era, compared to the pre-HAART eraHypertension in women: study in mothers of students from Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Abstract

SILVA, José Maria Penido et al. Características clínicas e laboratoriais à admissão de 483 crianças e adolescentes com refluxo vésico-ureteral primário: estudo retrospectivo. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2004, vol.50, n.2, pp.153-157. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302004000200030.

OBJETIVOS: Avaliar retrospectivamente as características clínicas/radiológicas dos pacientes admitidos com refluxo vésico-ureteral primário (RVU) entre 1969-1999. MÉTODOS: Pacientes com RVU primário foram submetidos a um protocolo de avaliação clínica, laboratorial e radiológica e acompanhados longitudinalmente. Na admissão, após controle da bacteriúria e do início da quimioprofilaxia, foram realizados avaliação laboratorial e estudo de imagens do trato urinário. Esta consistiu de uretrocistografia miccional, urografia excretora, cintilografia renal (DMSA) e ultra-sonografia. Para o presente estudo foram utilizados os dados obtidos na admissão. RESULTADOS: Foram admitidos nesse período 483 pacientes. Houve predomínio do sexo feminino (70%) e da cor branca (70%). A média de idade ao diagnóstico foi de 26 meses, sendo que 92,5% das crianças já haviam apresentado infecção urinária. Um grupo de 710 unidades renais foi analisado. A distribuição do grau de refluxo foi a seguinte: grau I (49; 7%); II (254; 36%); III (190; 26%); IV (161; 23%) e V (56; 8%). Um total de 249 unidades renais apresentaram dano renal à admissão. A distribuição quanto à intensidade da lesão foi a seguinte: leve (36%), moderada (34%) e grave (30%). Houve um risco significativo maior de lesão renal grave no sexo masculino (OR = 1,74, IC 95% = 1,2 - 2,5, p = 0,002). CONCLUSÃO: O RVU predominou no sexo feminino e em sua maioria apresentou-se em graus leves a moderados. Contudo, houve um alto percentual de dano renal à admissão e uma tendência de maior morbidade para o sexo masculino.

Keywords : Refluxo vésico-ureteral; Nefropatia do refluxo; Fatores de risco; Crianças; Adolescentes.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License