SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue2Racemic bupivacaine, levobupi vacaine and ropivacaine in regional anesthesia for ophtalmology: a comparative studyProteinuria in hypertensive syndrome of pregnancy: maternal and perinatal outcome author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230

Abstract

HENRIQUE, Iara Ferraz Silva et al. Validação da versão brasileira do teste de triagem do envolvimento com álcool, cigarro e outras substâncias (ASSIST). Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2004, vol.50, n.2, pp. 199-206. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302004000200039.

OBJETIVO: Considerando-se os índices cada vez maiores do uso de substâncias psicoativas no Brasil, faz-se necessário um instrumento para a sua detecção precoce que seja válido, confiável e passível de ser utilizado em serviços de atenção primária à saúde. Para tal finalidade, foi desenvolvido um instrumento denominado teste de triagem do envolvimento com álcool, tabaco e outras substâncias (ASSIST), em um projeto multicêntrico coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O presente estudo teve como objetivo avaliar as propriedades psicométricas da versão brasileira deste instrumento, sua validade concorrente e confiabilidade na detecção do uso de substâncias psicoativas e problemas associados. MÉTODOS: O ASSIST e três instrumentos diagnósticos validados (MINI-Plus, AUDIT e RTQ) foram aplicados a 99 pacientes que procuraram serviços de assistência primária/secundária à saúde e a 48 pacientes em tratamento especializado para dependência de álcool ou outras substâncias. RESULTADOS: Os escores do ASSIST para álcool apresentaram boa correlação com os escores do AUDIT. O ASSIST apresentou boa sensibilidade e especificidade na detecção de uso abusivo/dependência de álcool, maconha e cocaína, considerando como padrão-ouro o diagnóstico do MINI-Plus. A confiabilidade do instrumento foi boa (alfa de Cronbach de 0,80 para álcool, 0,79 para maconha e 0,81 para cocaína). CONCLUSÃO: As propriedades psicométricas da versão brasileira do ASSIST se mostraram satisfatórias, o que recomenda a sua aplicação a pacientes de serviços de atenção primária/secundária à saúde.

Keywords : ASSIST-OMS; Validação; Dependência de drogas; Teste de triagem; Álcool.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese