SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 número5Respostas autonômicas cardíacas à manobra de tilt em adolescentes obesosPerfil lipídico e composição corporal na deficiência do hormônio de crescimento em adultos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Associação Médica Brasileira

versão impressa ISSN 0104-4230versão On-line ISSN 1806-9282

Resumo

FERREIRA, Fabio Gonçalves et al. Fatores preditores de recidiva hemorrágica em cirróticos submetidos à cirurgia de Warren. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2005, vol.51, n.5, pp.261-264. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302005000500016.

OBJETIVO: Estabelecer os fatores preditores determinados no pré-operatório envolvidos na recidiva hemorrágica dos cirróticos submetidos à cirurgia de Warren. MÉTODOS: Cinqüenta e sete cirróticos com boa reserva funcional hepática e antecedente de hemorragia digestiva alta que não responderam ao tratamento clínico-endoscópico, foram submetidos à cirurgia de Teixeira-Warren (derivação espleno-renal distal). Eles foram divididos em dois grupos: 1 = 31 (apresentaram recidiva hemorrágica no pós-operatório) e 2 = 26 (não apresentaram novo sangramento). O grupo 1 foi novamente dividido em dois grupos, segundo a época de recidiva: grupo 1.A = 12 com recidiva hemorrágica até a alta hospitalar e 1.B = 19 com recidiva hemorrágica após a alta. Onze doentes faleceram no período perioperatório e os 46 restantes foram seguidos ambulatorialmente por um período de 3,2 anos em média, sendo analisados os aspectos clínicos, laboratoriais como a dosagem de albumina e bilirrubinas séricas, ultra-sonográficos como o fluxo e calibre portais, e endoscópicos no pré e pós-operatório, bem como dados do intra-operatório como o volume de cristalóides infundido durante a cirurgia. RESULTADOS: As dosagens de albumina sérica e bilirrubinas totais foram em média de 3,33 mg% e 1,7 mg% no grupo 1, e 3,56 mg% e 1,16 mg% no grupo 2. O fluxo e o calibre portais foram em média 0,24 cm/s e 1,34 cm no grupo 1, e 0,18 cm/s e 1,21 cm no grupo 2, respectivamente. No grupo 1.A, o volume de cristalóide infundido durante a cirurgia foi em média de 3,692 ml contra 2,166 ml no grupo 1.B. CONCLUSÃO: A dosagem pré-operatória de albumina, bilirrubinas totais, valor do fluxo e calibre portais foram fatores preditores para recidiva hemorrágica em pacientes cirróticos submetidos à cirurgia de Warren. O volume de cristalóide infundido no intra-operatório foi fator preditor para ressangramento precoce.

Palavras-chave : Cirrose; Hemorragia digestiva alta; Warren; Recidiva hemorrágica; Fatores preditores.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons