SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue3Prevalence of urinary symptoms in the third trimester of pregnancyEthical issues about seroprevalence studies on viral hepatitis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230

Abstract

PITANGA, Francisco José Gondim  and  LESSA, Ines. Razão cintura-estatura como discriminador do risco coronariano de adultos. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2006, vol.52, n.3, pp. 157-161. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302006000300016.

OBJETIVO: Selecionar, por meio da sensibilidade e especificidade, os melhores pontos de coorte para a razão cintura-estatura (RCEst) como discriminador de risco coronariano elevado (RCE). MÉTODOS: O desenho foi transversal com amostra composta por 968 adultos de 30-74 anos de idade, sendo 391 (40,4%) do sexo masculino. A análise foi feita por curva Receiver Operating Characteristic (ROC) para identificar a sensibilidade e especificidade do melhor ponto de coorte da RCEst como discriminador de RCE. Verificou-se também a significância estatística da área sob a curva ROC. Foi utilizado intervalo de confiança (IC) a 95%. RESULTADOS: A área total sob a curva ROC entre RCEst e RCE foi de 0,75, IC 95% (0,70-0,81) para homens e 0,69, IC 95% (0,64-0,75) para mulheres. Os melhores pontos de coorte para discriminar o RCE foram para homens e mulheres, respectivamente: 0,52 (sensibilidade de 68% e especificidade de 64%) e 0,53 (sensibilidade de 67% e especificidade de 58%). CONCLUSÃO: Os resultados do estudo sugerem que a RCEst deve ser comparada aos demais indicadores antropométricos de obesidade e pode vir a ser utilizada para discriminar RCE.

Keywords : Obesidade Central; Razão cintura-estatura; Risco coronariano.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese