SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 número6Impacto do sistema de monitorização contínua da glicose em pacientes diabéticosAnálise das pressões intracuff em pacientes em terapia intensiva índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Associação Médica Brasileira

versão impressa ISSN 0104-4230versão On-line ISSN 1806-9282

Resumo

REYS, Bruno Netto dos et al. Diagnóstico de demência, depressão e psicose em idosos por avaliação cognitiva breve. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2006, vol.52, n.6, pp.401-404. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302006000600018.

OBJETIVO: Comparar o desempenho cognitivo de idosos com psicose, depressão e demência em um ambulatório de saúde mental. MÉTODOS: Aplicou-se o miniexame do estado mental (MEEM) e o Cambridge Cognitive Examination (CAMCOG) em 86 pacientes com mais de 60 anos de idade encaminhados para avaliação por queixas de memória. Os pacientes foram diagnosticados seguindo os critérios da DSM IV. Os dados sociodemográficos foram expressos em média (desvio padrão). Comparou-se os escores do MEEM e CAMCOG dos pacientes com psicose, demência e transtorno do humor utilizando-se o teste t de Student e Anova. RESULTADOS: Da população total - idade: 70,87 (dp=6,61); m=32; f=54; analfabetos=41, escolarizados=45 - 17 (19,7%) tinham demência, 11 (12,8%) psicose e 58 (67,4%) transtorno do humor. O MEEM do grupo total foi de 21,07 (dp=6,61) e CAMCOG de 61,50 (dp=19,78). MEEM/CAMCOG por diagnósticos: Demência: 16,76 (dp=6,25) / 48 (dp=20,49); Psicose: 20,9 (dp=5,87) / 60,09 (dp=13,54); Transtornos do humor: 22,36 (dp=5,49) / 66,03 (dp=18,88). A pontuação do MEEM e CAMCOG de demenciados foi significativamente menor que a dos pacientes com transtorno do humor (Anova p < 0,01). A pontuação de pacientes com psicose não se diferenciou da dos pacientes com demência e da dos pacientes com transtornos do humor (p > 0,05). CONCLUSÃO: A avaliação cognitiva breve permite uma diferenciação sindrômica entre depressão e demência, mas não entre depressão e psicose, em pacientes idosos de um ambulatório psiquiátrico que apresentam queixas de memória. Estes dados podem servir para a organização de um protocolo simples e de baixo custo para o atendimento da população em serviços de saúde pública.

Palavras-chave : Neuropsicologia; Idoso; Cognição; Depressão; Demência; Psicose.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons