SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue1Conducted healing and skin graft for the treatment of skin woundsEffects of recombinant human erythropoietin in preterm newborns with infectious diseases author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Abstract

GLASBERG, João et al. Prevalence of the burnout syndrome among Brazilian medical oncologists. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2007, vol.53, n.1, pp.85-89. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302007000100026.

INTRODUÇÃO: A Síndrome da Estafa Profissional (SEP) é considerada uma doença caracterizada por três componentes básicos: exaustão emocional (EE), despersonalização (DP) e reduzida realização pessoal (RP), sendo identificada em oncologistas. OBJETIVO: Analisar a prevalência da SEP entre oncologistas clínicos e possíveis fatores relacionados. MÉTODOS: Foram enviados três questionários (Questionário Geral, Questionário Maslach de Burnout e Questionário de Opinião) para 458 cancerologistas cadastrados na Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). RESULTADOS: A taxa de resposta foi de 20%. 43,3% dos entrevistados demonstraram nível baixo de EE, 57,8% apresentaram nível alto de DP e 55,5% alta RP. Para avaliarmos a presença da SEP, utilizamos o critério de Ramirez, que considera as três dimensões em nível grave (8,9%) e o de Grunfeld que considera pelo menos um dos três domínios em nível grave (68,9%). Pelos critérios de Ramirez, houve correlação negativa com praticar exercícios/hobby (p=0,0007) e crer em uma religião (p=0,0445) com SEP. Já por Grunfeld, se correlacionou positivamente com morar com o companheiro (p=0,0054) e considerar o tempo de férias insuficiente (p=0,0037). Por ambos os critérios, foi constatada uma correlação positiva entre ter a síndrome e não optar por oncologia novamente se tivesse essa oportunidade. CONCLUSÃO: A SEP é muito prevalente entre os oncologistas clínicos. Porém, a maioria destes profissionais optaria novamente por essa especialidade. Prática de exercícios/hobby, tempo de férias suficiente e crer em uma religião surgiram como possíveis fatores para prevenir esta síndrome.

Keywords : Estafa profissional; Oncologia; Síndrome; Despersonalização.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License