SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue5Attitude and opinion of medical students about organ donation and transplantationPrevalence of mental disorders and assessment of quality of life in the climaterium author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230

Abstract

NAKAZONE, Marcelo Arruda et al. Prevalência de síndrome metabólica em indivíduos brasileiros pelos critérios de NCEP-ATPIII e IDF. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2007, vol.53, n.5, pp. 407-413. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302007000500016.

Objetivos. Analisar perfil bioquímico e caracterizar síndrome metabólica (SM) em pacientes com acompanhamento cardiológico, conforme critérios de NCEP-ATPIII e IDF. MÉTODOS: Foram estudados 200 pacientes e 140 controles, considerando colesterol total (CT), fração de colesterol de lipoproteína de alta (HDLc), baixa (LDLc) e muito baixa densidade (VLDLc), triglicérides (TG), glicemia de jejum, cintura abdominal e hipertensão arterial sistêmica (HAS). Admitiu-se nível de significância P<0,05. RESULTADOS: Pacientes apresentaram níveis elevados de glicemia (103±31,4mg/dL) e reduzidos de HDLc (48±13,4mg/dL) comparado aos controles (88±29,7mg/dL, P<0,0001; 53±15,9mg/dL, P=0,0075; respectivamente). Controles do sexo masculino, entre 31 e 50 anos, mostraram níveis aumentados de CT (215±40,4mg/dL), LDLc (134±34mg/dL), VLDLc (30±11,8mg/dL) e TG (150±59,4mg/dL) comparado às mulheres (185±38,2mg/dL, P=0,0137; 111±35,8mg/dL; P=0,0324; 19±9,7mg/dL; P=0,0009; 93±49mg/dL, P=0,0010; respectivamente). Mulheres acima dos 50 anos mostraram aumento de CT (216±35,9mg/dL), HDLc (54±12,8mg/dL) e LDLc (138±30,8mg/dL) comparado aos homens (190±44,7mg/dL, P=0,0103; 47±14,5mg/dL, P=0,0229; 119±33,3mg/dL; P=0,0176; respectivamente). Os critérios NCEP-ATPIII e IDF caracterizaram SM em 35,5% e 46% dos pacientes, respectivamente, com destaque para glicemia, TG e HAS. CONCLUSÃO: Níveis elevados de glicemia e reduzidos de HDLc destacam-se nos pacientes. Perfil lipídico alterado, em homens entre 31 e 50 anos, confere maior risco para doenças cardiovasculares em adulto jovem, enquanto padrão semelhante nas mulheres, após essa faixa etária, pode refletir alterações hormonais fisiológicas. Ambos os critérios para diagnóstico de SM distinguem pacientes de controles, destacando-se IDF, com parâmetros, no entanto, nem sempre associados a alto risco. Alta prevalência de SM em pacientes, mesmo com acompanhamento cardiológico, sugere predisposição para manifestações cardiovasculares em indivíduos brasileiros.

Keywords : Síndrome metabólica; Doenças cardiovasculares; Perfil lipídico; Glicemia; Hipertensão arterial sistêmica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese