SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 número1Caracterização da dor crônica e métodos analgésicos utilizados por idosos da comunidadeDoença parenquimatosa renal: correlação histológico-sonográfica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Associação Médica Brasileira

versão impressa ISSN 0104-4230versão On-line ISSN 1806-9282

Resumo

CHAVES, Diva Novy Barbosa; ALBERTI, Luiz Ronaldo  e  PETROIANU, Andy. Estudo comparativo dos efeitos da talidomida, da ciclosporina e do diclofenaco na sobrevida de aloenxertos cutâneos em coelho. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2008, vol.54, n.1, pp.42-47. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302008000100019.

OBJETIVO: Verificar se a talidomida é capaz de evitar a rejeição de aloenxertos de pele em coelhos, como droga isolada, ou melhorar a eficácia de doses subterapêuticas de ciclosporina, comparando seu efeito ao de doses terapêuticas da ciclosporina e também ao papel antiinflamatório do diclofenaco de sódio. MÉTODOS: Foram estudados 42 coelhos, distribuídos nos seguintes grupos (n=6): Grupo 1 - controle com auto-enxerto; Grupo 2 - controle com aloenxerto; Grupo 3 - aloenxerto sob o efeito de talidomida (100 mg/kg/dia); Grupo 4 - aloenxerto sob o efeito de diclofenaco de sódio (2 mg/kg/dia); Grupo 5 - aloenxerto sob o efeito de ciclosporina (10 mg/kg/dia); Grupo 6 - aloenxerto sob o efeito de ciclosporina (5 mg/kg/dia); Grupo 7 - aloenxerto sob o efeito de ciclosporina (5 mg/kg/dia) associada a talidomida (100 mg/kg/dia). Foram retirados enxertos circulares de pele total do dorso de uma das orelhas do animal. Os medicamentos foram administrados por cateter orogástrico, a partir do dia anterior ao transplante. Os enxertos foram trocados entre coelhos de raças diferentes. RESULTADOS: A ciclosporina a 10 mg/kg/dia prolongou a sobrevida dos enxertos de pele, sendo seu efeito comparável ao obtido com a ciclosporina em dose subterapêutica (5 mg/kg/dia) associada a talidomida a 100 mg/kg/dia. A talidomida isoladamente, mesmo em concentração de 100 mg/kg/dia, e o diclofenaco tiveram efeito mínimo na sobrevida média dos aloenxertos cutâneos. O número de eosinófilos no infiltrado inflamatório circunjacente à necrose foi maior nos grupos tratados com diclofenaco e com ciclosporina a 5 mg/kg/dia e menor no grupo em que se associou ciclosporina com talidomida. CONCLUSÃO: A talidomida pode ser uma droga útil para associar-se a baixas doses de ciclosporina no tratamento de aloenxertos cutâneos.

Palavras-chave : Talidomida; Ciclosporina; Diclofenaco sódico; Enxerto de pele; Sobrevida; Aloenxerto cutâneo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons