SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue3Failed back surgery pain syndrome: therapeutic approach descriptive study in 56 patientsProspective study of Kawasaki Disease complications: review of 115 cases author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230

Abstract

FERNANDES, Eduardo Oliveira; TEIXEIRA, Cassiano  and  SILVA, Luis Carlos Correa da. Cirurgia torácica: fatores de risco para complicações pós-operatórias na ressecção pulmonar. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2011, vol.57, n.3, pp.292-298. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302011000300011.

OBJETIVO: Identificar os fatores de risco pré e transoperatórios para o desenvolvimento de complicações pós-operatórias na cirurgia de ressecção pulmonar. INTRODUÇÃO: Os pacientes submetidos à cirurgia de ressecção pulmonar desenvolvem graves e frequentes complicações pós-operatórias. A identificação dos fatores de risco para o desenvolvimento das mesmas é fundamental na predição das complicações no pós-operatório. MÉTODOS: Durante 14 meses, 189 pacientes foram submetidos à intervenção cirúrgica torácica e foram incluídos no estudo. Depois de uma entrevista clínica, os pacientes foram avaliados por exames laboratoriais, espirometria e exames de imagem. Os mesmos foram submetidos ao procedimento cirúrgico e foram seguidos durante a sua permanência na UTI e no hospital, avaliando as complicações pós-operatórias e o risco de morte. RESULTADOS: A taxa de complicações pós-operatórias foi de 52,9%, principalmente respiratórias (34,3%), infecciosas (31%) e cardiovasculares (21,4%). As complicações respiratórias foram relacionadas ao tabagismo (p < 0,01, RR 2,31), obstrução das vias aéreas (p = 0,01, RR 2,60), presença de anemia (p < 0,01, RR 2.13), e prolongado tempo de protrombina [PT] (p = 0,03, RR 1,77). As complicações infecciosas estiveram relacionados ao tabagismo (p < 0,01, RR 2,69), obstrução de vias aéreas (p = 0,01, RR 3,31), presença de anemia (p < 0,01, RR 2.10) e TP prolongado (p = 0,03, RR 2,29 ). Os problemas cardiovasculares, especialmente a presença de arritmias, foram relacionados com idade mais avançada (p < 0,01, RR 2,66), tabagismo (p < 0,01, RR 4,55) e hipoxemia (p = 0,03, RR 2,43). A taxa de mortalidade pós-operatória foi de 7,1%. CONCLUSÃO: A identificação dos fatores de risco pode predizer complicações pós-operatórias nos pacientes submetidos a ressecção pulmonar. Pacientes com DPOC, hipoxêmicos, idosos e anêmicos devem ser classificados como de alto risco para o desenvolvimento de complicações.

Keywords : Cirurgia torácica; cuidados pré-operatórios; fatores de risco; prognóstico; mortalidade hospitalar.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License