SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue3Scleredema of Buschke associated with difficult-to-control type 2 diabetes mellitusCancer patients, emergencies service and provision of palliative care author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Abstract

PEGLER, José Roberto Mendes et al. Displasia óculo-aurículo-vertebral: aspectos clínicos de 41 pacientes brasileiros. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2016, vol.62, n.3, pp.202-206. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-9282.62.03.202.

Objetivo:

descrever os principais achados clínicos de uma coorte de pacientes com a displasia óculo-aurículo-vertebral (OAV).

Método:

revisão de prontuários médicos dos pacientes com diagnóstico de OAV no período de 1990 a 2010, acompanhados em um centro de genética médica.

Resultados:

foram incluídos no estudo 41 pacientes. A média de idade ao diagnóstico foi de 2 anos e 10 meses (34,4±48,8 meses) e a proporção de pacientes do sexo feminino foi de 53,7%. A média de idade dos pais ao nascimento do paciente foi de 28,5±6,9 anos para as mães e 31,4±7,4 anos para os pais. A maioria dos indivíduos (97,5%) possuía acometimento auricular, 90,2% tinham manifestações faciais, 65,9%, vertebrais, 53,7%, oculares, 36,6%, cardiovasculares, 29,3%, urogenitais e 17%, no sistema nervoso central. Além disso, 34% dos pacientes apresentavam a tríade clássica óculo-aurículo-vertebral, e todos os pacientes exceto um apresentavam concomitantemente problemas em outros órgãos ou sistemas.

Conclusão:

já que o diagnóstico desta entidade é eminentemente clínico, é imprescindível que os médicos das mais diversas especialidades conheçam os achados mais frequentes na OAV. Diante de um paciente com suspeita diagnóstica, deve ser realizada avaliação detalhada de outros órgãos, tanto clínica como por meio de exames complementares. O tratamento é baseado na correção cirúrgica das malformações e na reabilitação.

Keywords : síndrome de Goldenhar; assimetria facial; anormalidades craniofaciais.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )