SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 issue3Gravity of the non-authorized use of substances not intended for clinical use in invasive aesthetic procedures: the portuguese caseMetastasis from glioblastoma multiforme: a meta-analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Abstract

DEMAYO, Sandra et al. Reality of premature ovarian failure in Argentina. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2019, vol.65, n.3, pp.419-423.  Epub Apr 11, 2019. ISSN 0104-4230.  https://doi.org/10.1590/1806-9282.65.3.419.

Insuficiência ovariana primária é definida como um declínio da função ovariana acompanhado por dois determinantes bioquímicos do Hormônio Folículo Estimulante em valores hipergonadotróficos, além de baixos níveis de estrogênios circulantes em mulheres com menos de 40 anos de idade. Embora algumas das suas possíveis etiologias serem reconhecidas e diagnosticadas, na maioria das vezes sua causa permanece desconhecida. Trata-se de patologia com a implicações médicas, psicológicas e reprodutivas. Os pacientes podem vivenciar sintomas climatéricos, infertilidade e problemas emocionais. A médio e longo prazo, a saúde cardiovascular e óssea pode ser afetada, e algum grau de deterioração cognitiva pode ser observado. A abordagem terapêutica precisa ser abrangente para o paciente e multidisciplinar. A SAEGRE criou na Argentina uma rede interospitalar dedicada a reunir informações estatísticas relevantes sobre esta e outras patologias, a fim de proporcionar uma melhor assistência para esses pacientes.

Keywords : Insuficiência ovariana primária; falência ovariana precoce; infertilidade; reserva ovariana; hipoestrogenismo; amenorréia hipergonadotrófica; insuficiência ovariana oculta; insuficiência ovariana bioquímica.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )