SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 issue5Abnormal expression of b10 cell frequencies: possible relation to pathogenesis and disease severity of aplastic anemiaAerobic exercise effects in renal function and quality of life of patients with advanced chronic kidney disease author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Abstract

MAZOURI, Ali et al. Investigation of the relationship between umbilical cord pH and intraventricular hemorrhage of infants delivered preterm. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2019, vol.65, n.5, pp.647-656.  Epub June 03, 2019. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-9282.65.5.647.

OBJETIVOS:

Medimos o nível de gases de pH em bebês prematuros, no nascimento dos neonatos, e examinamos a relação entre a ecografia cerebral no terceiro e no sétimo dia após o nascimento. Um estudo de casos e controles realizados na Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (UCIN) do Hospital Shahid Akbar Abadi durante os anos de 2016-2017, Irã.

MÉTODOS:

Todos os recém-nascidos prematuros que deram entrada na UCIN foram inscritos no estudo atual. Ao nascer, foi retirada uma amostra de gás em sangue, do sangue do cordão umbilical dos bebês. No terceiro e sétimo dia após o nascimento, um radiologista realizou uma ecografia do cérebro de cada neonato. O cordão umbilical foi avaliado para detectar gases no sangue em 72 neonatos (em sua maioria do sexo masculino).

RESULTADOS:

Sessenta e seis recém-nascidos tinham ecografia normal e 16.7% (12 casos) tinham anomalias. 75% das 8 crianças com hemorragia intravenosa eram meninas, que foram significativamente diferentes das do grupo não hemodinâmico (62.5% homens) (P.0.049). Contudo, o tipo de parto, o peso médio, a altura, o perímetro cefálico, a circunferência do tórax e a pontuação de Apgar não foram diferentes entre os grupos. O pH médio, HCO3 e PCO2 nas amostras de gás no sangue do cordão umbilical não foram significativamente diferentes entre dois grupos com ou sem hemorragia intraventricular (Hiv). Apesar de não estar relacionado com o gênero e o tipo de parto em recém-nascidos.

Conclusão:

os gases sanguíneos não ajudam a determinar o aparecimento de Hiv nos bebês. Contudo, está associado com a imaturidade e idade fetal.

Keywords : Cordão umbilical; Gasometria; Hemorragia cerebral; Recém-Nascido.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )