SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 issue29Grasmsci and the emancipation of the subalternFrom liberation to hegemony: Freire and Gramsci in democratization processes in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Sociologia e Política

Print version ISSN 0104-4478

Abstract

DORE, Rosemary. Atividade editoral como atividade educativa: reflexões de Gramsci sobre as "revistas tipo". Rev. Sociol. Polit. [online]. 2007, n.29, pp. 79-93. ISSN 0104-4478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-44782007000200007.

O objetivo deste texto é examinar a reflexão de Gramsci sobre as "revistas tipo", focalizando tanto sua atividade editorial, segundo um plano e uma divisão de trabalho, racionalmente predisposta, quanto sua atuação como círculos de cultura, difundindo concepções de mundo e contribuindo para organizar a cultura. Segundo Gramsci, a atividade das "revistas tipo" poderia ser um parâmetro para um trabalho educativo de elevação cultural das classes subalternas. Ele entende que a formação de quadros intelectuais é papel da escola. Entretanto, como esta ainda não era acessível à grande maioria da população, ele propõe que as revistas constituam um terreno favorável ao início de uma ação, para resolver o problema da cultura, mesmo que o trabalho educativo da revista não substitua a atividade escolar "direta". Assim como a luta contra o analfabetismo é diferente de uma escola para analfabetos, as revistas não seriam, por si mesmas, uma solução para o problema da cultura, mas poderiam ser tomadas como um ponto de partida para a criação de uma nova civilização. Gramsci relaciona a atividade editorial das revistas à organização de um trabalho cultural, visando a orientar a instituição de um centro homogêneo de cultura para a conquista da hegemonia.

Keywords : imprensa; cultura; atividade editorial; educação; hegemonia; Gramsci; escola unitária.

        · abstract in English | French     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese