SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 issue29Politics, bureaucracy and social networks: the case of nominees for high level positions within the Brazilian Central Bank (Banco Central do Brasil)Political processes in Latin America: a perspective on how Latin Americans view democracy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Sociologia e Política

Print version ISSN 0104-4478

Abstract

MENDONCA, Ricardo Fabrino. Reconhecimento em debate: os modelos de Honneth e Fraser em sua relação com o legado Habermasiano. Rev. Sociol. Polit. [online]. 2007, n.29, pp. 169-185. ISSN 0104-4478.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-44782007000200012.

O presente artigo busca delinear o debate travado por Axel Honneth e Nancy Fraser acerca da noção de reconhecimento, buscando compreender, especificamente, alguns dos aspectos que atravessam o projeto habermasiano de teoria crítica. Se a proposta de Honneth (de uma teoria da justiça calcada na noção de auto-realização) e a de Fraser (baseada no princípio da paridade de participação) parecem, à primeira vista, inconciliáveis, alguns elementos comuns podem ser encontrados quando se tem em mente o pano de fundo sobre o qual trabalham. Acreditamos que a possível produção de um modelo de reconhecimento capaz de combinar proposições de Fraser e Honneth depende da explicitação de alguns pressupostos habermasianos que permanecem implícitos nas perspectivas aqui em análise. O presente artigo traça comparações e aproximações entre os três autores no que se refere, basicamente, a três aspectos: a importância das interações ordinárias, a dimensão material das lutas sociais e as relações entre direito e moral.

Keywords : reconhecimento; teoria crítica; Honneth; Fraser; Habermas.

        · abstract in English | French     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese