SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue63Deputies and Bussiness World Lobbying in Argentina and Brazil: The Emergence of a Specialist’s Category author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Sociologia e Política

On-line version ISSN 1678-9873

Abstract

ARAUJO, Victor  and  FLORES, Paulo. Redistribuição de renda, pobreza e desigualdade territorial no Brasil. Rev. Sociol. Polit. [online]. 2017, vol.25, n.63, pp.159-182. ISSN 1678-9873.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-987317256307.

Políticas redistributivas centralizadas podem induzir resultados desiguais entre os territórios? Respondemos afirmativamente a esta questão, apresentando evidências de que a transferência de renda para indivíduos, promovida por uma política social em que a arrecadação e o gasto são centralizados, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), não se traduz automaticamente em redistribuição de recursos entre territórios. Embora a adoção de políticas de redistribuição de renda no nível interpessoal seja importante para suavizar as tendências de extrema pobreza, estes ganhos em bem-estar não reduzem mecanicamente as disparidades entre as regiões brasileiras. Nas situações em que fatores exógenos à estrutura fiscal impedem que a alocação de recursos siga a distribuição espacial da necessidade, políticas redistributivas centralizadas podem colaborar para o aumento da desigualdade territorial.

Keywords : políticas públicas; transferência de renda; estrutura fiscal; desigualdade territorial; pobreza.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )