SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue3Picture naming and imitation tests as tools for the diagnosis of phonological disorderBone conduction auditory brainstem responses in normal hearing individuals author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Pró-Fono Revista de Atualização Científica

Print version ISSN 0104-5687

Abstract

FABRON, Eliana Maria Gradim; SANTOS, Gisele Rodrigues dos; OMOTE, Sadao  and  PERDONA, Gleici Castro. Medidas da dinâmica respiratória em crianças de quatro a dez anos. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2006, vol.18, n.3, pp. 313-322. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872006000300011.

TEMA: medidas da dinâmica respiratória são freqüentemente utilizadas na clínica fonoaudiológica, mas poucos são os dados científicos destas na população infantil. OBJETIVO: estudar a dinâmica respiratória entre crianças que respiram pelo modo nasal. MÉTODO: o estudo foi realizado com uma amostra aleatória estratificada de 106 crianças respiradoras nasais de escolas da cidade de Marília / SP, entre quatro e dez anos de ambos os sexos. Foram realizadas as medidas de capacidade vital (CV), nas posições em pé e sentada, com e sem oclusão nasal; de tempo máximo de fonação (TMF) de vogais e consoantes sustentadas, além de fala em seqüência com a contagem de números. RESULTADOS: a medida média da CV na posição em pé com e sem oclusão nasal foi 1515,56 ml e 1538,67 ml respectivamente e na posição sentada, 1524 ml e 1539,15 ml respectivamente; o TMF das vogais em segundos foi: /a/ = 8,32 , /i/ = 8,61 e /u/ 8,42; o de consoantes foi: /s/ = 6,64 e /z/ = 7,65 e o de seqüência de números foi de 7,76 segundos. Resultados: observou-se que o tempo médio destas medidas aumentou progressivamente conforme as faixas etárias. Tanto para o TMF das vogais como, para o das consoantes, houve diferença estatística significante (p < 0,05) nas idades mais distantes, ou seja, entre quatro e dez anos, quatro e nove, e quatro e oito anos. Em faixas etárias consecutivas não houve diferença estatística significante nos valores de CV. Houve forte associação entre a CV e o crescimento físico da criança. CONCLUSÃO: esse estudo mostrou medidas de dinâmica respiratória em crianças que podem ser úteis no diagnóstico e terapia fonoaudiológica. Outras pesquisas deveriam ser desenvolvidas para adicionais informações sobre o assunto.

Keywords : Capacidade Vital; Fonação; Respiração.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese