SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número1Movimentos mandibulares na fala: interferência das disfunções temporomandibulares segundo índices de dorDesenvolvimento do sistema sensório motor oral e motor global em lactentes pré-termo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

KASAMA, Silvia Tieko  e  BRASOLOTTO, Alcione Ghedini. Percepção vocal e qualidade de vida. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2007, vol.19, n.1, pp.19-28. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872007000100003.

TEMA: a percepção da disfonia e o impacto que a alteração vocal causa na qualidade de vida. OBJETIVO: verificar se a interferência da disfonia na qualidade de vida relaciona-se à autopercepção vocal do disfônico e à percepção da agradabilidade da voz desses indivíduos por pessoas da comunidade. MÉTODO: 31 adultos disfônicos, antes do processo terapêutico, preencheram o protocolo de Qualidade de Vida e Voz (QVV) que analisa o impacto da disfonia na qualidade de vida e opinaram quanto a autopercepção da qualidade vocal. Foram realizadas as gravações de vogal "a" sustentada e contagem de números de um a dez, utilizando sistema digital e ambiente acusticamente tratado. As emissões gravadas foram apresentadas para 25 juizes sem treinamento quanto à percepção vocal, para que classificassem as vozes segundo a mesma escala que os disfônicos utilizaram para opinar acerca de suas próprias vozes. RESULTADOS: por meio do teste de Spearman, constatou-se que houve correlação estatisticamente significante entre os resultados do QVV e a autopercepção vocal, nos domínios social/emocional (p=0,047), físico (p=0,010) e total (p=0,008), porém não houve correlação entre os resultados do QVV e a percepção dos ouvintes leigos, tanto para vogal sustentada, como para fala encadeada (p=0,475 e p=0,152 respectivamente). CONCLUSÃO: Observou-se que quanto pior a opinião do disfônico sobre o impacto da disfonia em sua qualidade de vida, pior a sua autopercepção vocal, mas não observou-se relação entre a qualidade de vida do disfônico e a percepção vocal pelos ouvintes.

Palavras-chave : Fonoaudiologia; Voz; Distúrbios da Voz; Qualidade de Vida.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons