SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número1Estudo do benefício e da aclimatização em novos usuários de próteses auditivasProblemas de alimentação em crianças com doença do refluxo gastroesofágico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

HAGE, Simone Rocha de Vasconcellos; RESEGUE, Marta Maria; VIVEIROS, Daniele Cristina Sedano de  e  PACHECO, Elaine Florentino. Análise do perfil das habilidades pragmáticas em crianças pequenas normais. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2007, vol.19, n.1, pp.49-58. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872007000100006.

TEMA: habilidades pragmáticas em crianças. OBJETIVO: analisar o perfil das habilidades pragmáticas em crianças pequenas, sem alterações de linguagem e verificar se há diferenças significantes nestas habilidades, considerando o nível sócio-econômico destas crianças. MÉTODO: participaram do estudo 30 crianças, entre 36 e 47 meses, pertencentes a escolas de educação infantil pública e privada, cuja população que freqüenta é de nível sócio-econômico baixo e médio/alto, respectivamente. Foi registrado, em fita VHS, 30 minutos de conversação semi-estruturada entre a criança e o avaliador, sendo transcritos e analisados 20 minutos. RESULTADOS: há maior ocorrência de turnos verbais em relação aos não verbais e ininteligíveis; turnos simples em relação aos expansivos, coerentes em relação aos incoerentes. Houve baixa ocorrência de turnos de iniciação de conversação. Na análise das funções comunicativas predominou a informativa, muito embora todas as outras (instrumental, heurística, nomeação, narrativa, protesto, interativa) tenham sido utilizadas por todas as crianças. Comparando-se o desempenho das crianças das instituições públicas e privadas, constataram-se diferenças estatisticamente significantes para a ocorrência dos turnos verbais, simples e expansivos, e uso da função narrativa, sendo que a maior ocorrência se deu nas amostras de linguagem das crianças da instituição privada. CONCLUSÃO: a análise do perfil das habilidades conversacionais das crianças revelou que elas mais respondem/mantém do que iniciam a conversação, todavia, seus turnos são verbais, em sua maioria, coerentes e simples. Quanto à funcionalidade, a função predominante é a informativa. Aspectos sóciolingúisticos podem interferir nas habilidades pragmáticas de crianças de diferentes níveis sócio-econômicos.

Palavras-chave : Avaliação de Linguagem; Desenvolvimento da Linguagem; Pragmática; Habilidades Conversacionais; Funções Comunicativas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons