SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número1Efeitos da amplificação sonora sobre as modalidades comunicativas utilizadas pelos paisVersão brasileira do Dizziness Handicap Inventory índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

FORTES, Ana Beatriz; PEREIRA, Liliane Desgualdo  e  AZEVEDO, Marisa Frasson de. Resolução temporal: análise em pré-escolares nascidos a termo e pré-termo. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2007, vol.19, n.1, pp.87-96. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872007000100010.

TEMA: processamento auditivo. OBJETIVO: verificar o comportamento auditivo de resolução temporal de crianças na faixa etária de cinco a seis anos, nascidas pré-termo, sem evidências de alterações neurológicas e compará-lo com o mesmo comportamento auditivo de crianças na mesma faixa etária, nascidas a termo, com baixo risco para alteração do desenvolvimento, considerando as variáveis: limiar de detecção de intervalo de tempo por freqüência sonora pré-estabelecida apresentada na forma binaural e monoaural por ordem de orelha que iniciou o teste e gênero. MÉTODO: 70 sujeitos: 44 nascidos a termo reunidos em grupos de 20 indivíduos do sexo feminino e 24 do sexo masculino, denominado Grupo 1, e 26 nascidos pré-termo, sendo 12 indivíduos do sexo feminino e 14 do sexo masculino, denominado Grupo 2, foram submetidos a avaliação audiológica composta por audiometria tonal limiar, limiar de reconhecimento de fala, imitânciometria e aplicação do teste de fusão auditiva denominado de Random Gap Detection. RESULTADOS: os nascidos a termo apresentaram menores limiares de detecção de intervalo de tempo no teste de fusão auditiva, nas formas de apresentação binaural e monoaural em todas as freqüências sonoras pré-estabelecidas, do que os nascidos pré-termo com diferença estatisticamente significante. As médias dos limiares de detecção de intervalo de tempo do Grupo 1 aumentaram conforme a freqüência sonora aumentou. No Grupo 2 não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes quanto as médias de limiares de detecção de intervalo de tempo na forma de apresentação binaural e monoaural. CONCLUSÃO: os nascidos pré-termo se diferenciam dos nascidos a termo quanto ao comportamento auditivo de resolução temporal e o teste de fusão auditiva utilizado pode servir como ferramenta para a avaliação do processamento auditivo, uma vez que a detecção precoce de alteração dos processos temporais indica uma intervenção para minimizar ou evitar futuros prejuízos de linguagem.

Palavras-chave : Percepção Auditiva; Transtornos da Audição; Infância; Prematuro.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons