SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número2Eletromiografia e diadococinesia: estudo com crianças fluentes e com gagueiraFonoaudiólogos doutores no Brasil: perfil da formação no período de 1976 a 2008 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

FREDERIGUE-LOPES, Natália Barreto; BEVILACQUA, Maria Cecilia; SAMESHIMA, Koishi  e  COSTA, Orozimbo Alves. Desempenho de crianças normais em testes temporais auditivos em campo livre. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2010, vol.22, n.2, pp.83-88. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872010000200003.

TEMA: processamento temporal auditivo. OBJETIVO: determinar o perfil de desempenho de crianças com audição normal nas tarefas de detecção e identificação da ordem e seqüência temporal em campo livre. MÉTODO: avaliou-se 43 crianças com idade entre 7 anos e 11 anos e 5 meses em dois testes comportamentais -Teste de Padrões de Freqüência (TPF) e Teste de Padrões de Duração (TPD) - versão infantil da Auditec. Os testes foram aplicados em campo livre a 60 dBNA. Foram solicitados dois tipos de respostas: não verbal (NV) sendo o murmúrio para o TPF e manual para o TPD, e verbal (V), nomeação pra TPF e TPD. Para ambos os testes (TPF e TPD) foram apresentadas 10 repetições dos 6 padrões seqüenciais, totalizando 60 estímulos para cada criança. RESULTADOS: o desempenho no TPF com resposta NV foi significativamente superior à resposta V para todos os sujeitos. Constatou-se melhora significativa do desempenho com a idade para o TPFV, TPDNV e TPDV. O desempenho no TPF foi superior ao TPD. Os resultados deste estudo demonstraram semelhante desempenho nas tarefas de detecção e identificação da ordem e seqüência temporal quando comparados com outros estudos realizados na população brasileira, nos quais estas tarefas foram aplicadas com fones supra-aurais. CONCLUSÃO: os valores obtidos para o TPF e TPD podem ser considerados como referência de normalidade para a versão infantil da Auditec em campo livre em crianças de 7 anos a 11 anos e 5 meses.

Palavras-chave : Audição; Percepção Auditiva; Criança.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons