SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número2Medida angular para aferição do tônus muscular na paralisia facialEficácia do programa de remediação fonológica e leitura no distúrbio de aprendizagem índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

BARRETO, Simone dos Santos  e  ORTIZ, Karin Zazo. Inteligibilidade: efeitos da análise de transcrição e do estímulo de fala. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2010, vol.22, n.2, pp.125-130. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872010000200010.

TEMA: apesar de seu amplo emprego com fins clínicos e de pesquisa, as medidas de inteligibilidade da fala por transcrição são criticadas por fornecer apenas informações sobre o grau de severidade dos quadros, bem como por ter sensibilidade restrita, dependendo do grau de alteração do paciente. OBJETIVO: investigar a influência da análise de transcrição e do tipo de estímulo sobre as medidas de inteligibilidade de sujeitos sem distúrbios da comunicação. MÉTODO: um estudo experimental sem intervenção foi realizado. Dois grupos de sujeitos sem distúrbios da comunicação participaram desta pesquisa. O grupo de falantes foi composto por 30 adultos. Amostras de fala foram gravadas em áudio a partir da repetição de três listas de estímulos (frases, palavras e pseudopalavras) igualmente distribuídas de acordo com os parâmetros: frequência dos fonemas, estruturas silábicas e extensão das palavras. O grupo ouvinte foi formado por 60 adultos jovens que transcreveram ortograficamente as amostras. Duas medidas de inteligibilidade foram obtidas para cada lista de estímulos: percentagem de respostas corretas por unidade silábica e por item (cada frase, palavra ou pseudopalavra). RESULTADOS: os escores de inteligibilidade por unidade silábica foram estatisticamente superiores aos escores de inteligibilidade por item. Diferenças também foram observadas entre os escores de inteligibilidade por sílabas para frases, palavras e pseudopalavras. CONCLUSÃO: tanto a análise de transcrição quanto o tipo de estímulo influenciaram os escores da população estudada, especialmente quando as pseudopalavras foram utilizadas como material de fala. A manipulação destas variáveis pode seu útil ao aprimoramento dos testes de inteligibilidade da fala.

Palavras-chave : Inteligibilidade da Fala; Medidas de Produção da Fala; Fala.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons