SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número3Desempenho de crianças com fenilcetonúria no Teste de Screening de Desenvolvimento Denver - IIDisfonia psicogênica associada a outras doenças: desafio para o tratamento fonoaudiológico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

QUEIROZ, Daniela Soares de; MOMENSOHN-SANTOS, Teresa Maria  e  BRANCO-BARREIRO, Fátima Cristina Alves. Limiar de resolução temporal auditiva em idosos. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2010, vol.22, n.3, pp. 351-358. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872010000300032.

TEMA: o Teste de Detecção de Intervalo Aleatório - Random Gap Detection Test (RGDT) avalia o limiar de resolução temporal. Existem dúvidas se à medida que o sujeito envelhece, seu desempenho nesta tarefa se mantém inalterada. Ao mesmo tempo, existe a preocupação do quanto as suas dificuldades de comunicação estariam relacionadas a uma degradação da resolução temporal. OBJETIVO: determinar o limiar de resolução temporal auditiva em idosos com audição periférica normal ou perda do tipo neurossensorial, simétrica de até grau leve, e sua correlação com: gênero, idade, achados audiométricos e pontuação no Questionário de Auto-Avaliação da Comunicação - Self-Assessment of Communication (SAC). MÉTODO: 63 idosos, com idades entre 60 e 80 anos (53 mulheres e 10 homens), foram submetidos ao RGDT e ao SAC. RESULTADOS: a análise estatística da relação entre gênero e limiar do RGDT mostrou que o desempenho dos idosos do gênero feminino foi estatisticamente pior em relação ao masculino. Não houve correlação das variáveis idade e configuração audiométrica entre os sujeitos do gênero feminino e o desempenho do RGDT e no SAC. Os resultados do SAC mostraram que ambos os gêneros não apresentaram queixas significantes de dificuldade de comunicação independente do resultado do RGDT ou da configuração audiométrica. CONCLUSÃO: o limiar médio de resolução temporal para os idosos do gênero feminino foi de 104,81ms. Para o grupo do gênero feminino, não foram observadas correlação entre as variáveis idade e configuração audiométrica, tanto para os resultados do teste RGDT quanto para os resultados do questionário SAC.

Palavras-chave : Idoso; Audição; Transtornos da Audição; Testes Auditivos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês