SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número4Práticas de narrativas escritas em estudantes do ensino fundamental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

AMATO, Cibelle Albuquerque de la Higuera  e  FERNANDES, Fernanda Dreux Miranda. O uso interativo da comunicação em crianças autistas verbais e não verbais. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2010, vol.22, n.4, pp.373-378. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872010000400002.

TEMA: comunicação de crianças autistas. OBJETIVO: avaliar a funcionalidade da comunicação de crianças incluídas no espectro autístico divididas em dois grupos (verbais e não verbais) e identificar as possíveis relações entre os grupos estudados. MÉTODO: foram sujeitos 20 crianças autistas, 10 verbais e 10 não verbais, com idade variando entre 2a e 10 m e 10a e 6m de vida. Todos os sujeitos foram gravados durante 30 minutos, em situação de interação espontânea com a mãe. O corpus das gravações dos dois grupos foi analisado quanto ao desempenho do perfil funcional de comunicação de cada sujeito, de cada grupo e as possíveis relações existentes entre os dois grupos. RESULTADOS: os dados referentes à ocupação do espaço comunicativo sugerem equilíbrio entre a comunicação da criança autista e sua mãe. Quanto ao número de atos comunicativos produzidos por minuto, nota-se que há uma visível divisão entre as crianças, que coincide com a divisão de grupos proposta: crianças autistas verbais e crianças autistas não verbais. Com relação à utilização dos meios comunicativos pelas crianças autistas observa-se que tanto as crianças autistas não verbais como as verbais fazem grande uso do meio gestual para se comunicarem. Os dados correspondentes à utilização das funções comunicativas mais inter-pessoais apontam a dificuldade da criança autista em interagir com o outro CONCLUSÃO: a caracterização do perfil funcional da comunicação realizada neste estudo confirmou a dificuldade destas crianças no estabelecimento de interações comunicativas e como essas dificuldades independem do meio comunicativo utilizado.

Palavras-chave : Transtorno Autístico; Linguagem; Criança.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons