SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número4Impacto da tontura na qualidade de vida de idosos com vestibulopatia crônicaVariáveis extralinguísticas, sexo e idade, na consciência do próprio desvio de fala índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pró-Fono Revista de Atualização Científica

versão impressa ISSN 0104-5687

Resumo

ROGGIA, Bruna et al. Controle postural de escolares com respiração oral em relação ao gênero. Pró-Fono R. Atual. Cient. [online]. 2010, vol.22, n.4, pp.433-438. ISSN 0104-5687.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872010000400012.

TEMA: controle postural de escolares com respiração oral. OBJETIVO: comparar postura e equilíbrio corporal entre os grupos de escolares com e sem respiração oral considerando a variável gênero. MÉTODO: o estudo foi realizado em uma escola municipal da cidade de Santa Maria; foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade Federal de Santa Maria. O grupo estudo (com respiração oral) e o grupo controle (sem respiração oral) foram selecionados, baseados na anamnese, na idade (entre 8 a 12 anos), na avaliação do sistema estomatognático e na avaliação auditiva. A amostra final ficou composta por 51 escolares no grupo estudo (20 gênero feminino e 31 gênero masculino) e 58 escolares no grupo controle (34 gênero feminino e 24 gênero masculino). Ambos os grupos foram submetidos à posturografia dinâmica (teste de organização sensorial -TOS - e análise sensorial) e à avaliação postural em vista lateral direita e esquerda. RESULTADO: no gênero feminino encontrou-se diferença estatisticamente significante nos valores obtidos no ângulo que analisa o alinhamento horizontal da cabeça, nos valores do TOS III e no valor médio de todos os TOS. No gênero masculino verificou-se diferença numericamente significante nos valores obtidos no ângulo do joelho, no ângulo do tornozelo, no TOS III, TOS IV e no valor médio de todos os TOS. CONCLUSÃO: escolares com respiração oral apresentam alterações posturais; no gênero feminino no posicionamento cefálico e no masculino em membros inferiores. O equilíbrio corporal dos escolares com respiração oral, em ambos os gêneros, mostrou estar mais prejudicada em relação aos escolares sem respiração oral, principalmente na presença de conflito sensorial.

Palavras-chave : Postura; Equilíbrio Postural; Sexo; Sistema Estomatognático; Respiração Oral.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons