SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 suppl.Os sertões: present time and archaism in the cultural representation of a Brazilian conflictGeology and geological metaphor in Os sertões author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


História, Ciências, Saúde-Manguinhos

Print version ISSN 0104-5970On-line version ISSN 1678-4758

Abstract

ABREU, Regina. O livro que abalou o Brasil: a consagração de Os sertões na virada do século. Hist. cienc. saude-Manguinhos [online]. 1998, vol.5, suppl., pp.93-115. ISSN 0104-5970.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59701998000400006.

Como e por que Os sertões de Euclides da Cunha transformaram-se no maior best-seller da virada do século? De que modo esse livro abalou o Brasil, modificando valores e pontos de vista sobre o próprio país. Para responder a essas indagações, a autora analisa as críticas consagradoras de José Veríssimo, Araripe Júnior e Sílvio Romero, responsáveis pela transformação de um anônimo engenheiro no mais festejado escritor da capital federal. Quem eram e o que diziam esses críticos? Que valores foram afirmados com a consagração de Os sertões? Em que direção foi reiterado um ponto de vista singular sobre o Brasil? Que ponto de vista era esse? Tomando as críticas como referência, a autora procura desvendar o significado social da novidade advinda com a publicação de Os sertões, chamando a atenção para o que havia de promissor no olhar do escritor sobre a tragédia de Canudos.

Keywords : Euclides da Cunha; Os sertões; rebelião de Canudos; crítica literária.

        · abstract in English     · text in Portuguese

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License