SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 suppl.1Voce ja comeu DNA hoje? Divulgacao cientifica durante a Semana da Ciencia e Tecnologia no BrasilA licao de abertura do curso de historia e geografia da Faculdade de Nancy, de Paul Vidal de la Blache: reflexoes de um historiador recem-tornado geografo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


História, Ciências, Saúde-Manguinhos

versão impressa ISSN 0104-5970

Resumo

LISSOVSKY, Mauricio  e  MARTINS, Juliana. A fotografia e seus duplos: um quadro na parede. Hist. cienc. saude-Manguinhos [online]. 2013, vol.20, suppl.1, pp.1363-1375. ISSN 0104-5970.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702013000400015.

Hans Belting sugere que as ‘imagens são os nômades dos meios’, porque montam e desmontam acampamento a cada surgimento de uma nova mídia. Sempre que a fotografia retrata outra imagem (pintura, tela de tevê) encena um capítulo dessa história. A fotografia foi guardiã dos paradoxos da distância e das tensões entre imagem e mundo na modernidade. Por isso ocupa hoje lugar crucial no debate acerca da visualidade contemporânea. Nosso destino e o das imagens estão de algum modo entrelaçados. A última geração de artistas visuais do século XX procurou expressar a dor da virtualização; a fotografia do século XXI redescobre a promessa de corpo latente em cada imagem.

Palavras-chave : teoria da fotografia; fotografia contemporânea; imagem; corpo; história visual.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )