SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue3Monitoring the correspondence of the mentally ill in Spanish psychiatric institutions: from care to censorship, 1852-1987Tobacco: the construction of policies for control of its consumption in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


História, Ciências, Saúde-Manguinhos

Print version ISSN 0104-5970On-line version ISSN 1678-4758

Abstract

GAITORS, Beau D.J.. Comércio, conflito e contaminação: imaginário estadunidense sobre a febre amarela na recém-independente Veracruz. Hist. cienc. saude-Manguinhos [online]. 2018, vol.25, n.3, pp.779-795. ISSN 0104-5970.  http://dx.doi.org/10.1590/s0104-59702018000400010.

Enquanto os vínculos comerciais entre México e EUA por meio da cidade portuária de Veracruz trouxe vantagens econômicas e sociais significativas no início do século XIX, preocupações em torno da febre amarela produziram medo e fascínio entre o público estadunidense (em cidades portuárias do sul e do leste) desde os tempos de paz até a invasão e ocupação estadunidense do México (1846-1848). O artigo aborda os complexos vínculos entre comércio, conflito e contaminação relacionados à cidade portuária de Veracruz e aos EUA nas primeiras décadas da independência do México. Especificamente, trata a preocupação com surtos de febre amarela e a potencial contaminação encontrada em periódicos estadunidenses no início do século XIX, mostrando a presença constante da febre amarela em Veracruz no imaginário estadunidense.

Keywords : comércio; doença; Veracruz; febre amarela.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )